Itabaiana. Luciano não negocia a vice, mas quer o PSL no palanque.

Deputado fechou questão em torno de Roberto Bispo e David Motta.

Aliados e porta-vozes do deputado Luciano Bispo de Lima (PMDB), presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe- ALESE, principal liderança de oposição no município de Itabaiana, resiste à possibilidade de mexer na chapa majoritária do seu grupo para disputar a prefeitura no pleito de 02 de outubro deste ano com melhores chances de êxito. 

Luciano não abre mão da candidatura de seu irmão Roberto Bispo (PMDB) para prefeito e do vereador David Motta (PSD) para vice, mas quer a aliança com o PSL do vereador Moacir Santana, presidente regional do partido, da vereadora Edilene Barros, presidenta do diretório municipal da sigla, e o ex-deputado estadual Zé Milton de Zé de Dona, presidente regional de honra, desde que o PSL aceite suas condições e propostas.   

Intransigente, Luciano rejeita discutir a recomposição da chapa mesmo com o vereador David dizendo publicamente que aceita negociar nova composição para fortalecer o grupo pensando em derrotar o prefeito Valmir dos Santos Costa (PR) candidato a reeleição.    

Segundo porta-vozes do deputado outras situações são negociáveis, e citam apoio para candidaturas a vereador e a presidência da mesa diretora da Câmara, desconhecendo o que no caso do vereador Moacir Santana e da vereadora Edilene eles não precisam mudar de lado para se reelegerem.  

Do outro lado Moacir mantem seu proposito de figurar em uma chapa majoritária como candidato a vice-prefeito, seja de situação ou oposição, mas caso o projeto não se consolide não terá dificuldades em permanecer no grupo do prefeito de quem foi Secretário de Obras por dois anos e dez meses, e ao lado dos Teles de Mendonça com quem disputa a vaga de vice de Valmir. Em Itabaiana se a eleição fosse hoje os números não seriam favoráveis às pretensões oposicionistas.

Deixe uma resposta