Politica em Itabaiana. Valmir vai ao escritório de Gustavo Bispo convida-lo para o seu grupo.

Magoado com o primo  Luciano, Gustavo admite mudar. Depende dos entendimentos.

O advogado e suplente de vereador Gustavo (Bispo) Santana de Jesus (DEM) recebeu há uma semana em seu escritório a visita do prefeito de Itabaiana, Valmir (de Francisquinho) dos Santos Costa (PR). Na pauta assuntos políticos.

Valmir foi convidar Gustavo a integrar o seu grupamento e pelo que o blog apurou a conversa interessou aos dois, deixando os entendimentos bastante avançado.

Gustavo  Bispo

Gustavo sente-se desprestigiado pelo primo Luciano.

O advogado se queixa de não ter merecido de Luciano a atenção dispensada a os outros candidatos do mesmo partido, apesar da sua lealdade e parentesco.  

Ainda segundo Gustavo, Valmir não formulou nenhuma proposta o que deverá ocorrer no próximo encontro.

Ao final da conversa o blog perguntou “de zero a dez qual a possibilidade de você aceitar o convite”? “Considerando as mágoas existentes hoje as chances são grandes” respondeu Gustavo que foi além; ”todo homem público aspira um cargo eletivo”.

O caso já chegou ao ex-deputado Arnaldo Bispo, que procurou Gustavo e lhe disse que Roberto Bispo, diretor geral da ALESE vai resolver as pendencias.

Embora Gustavo afirme que nada foi concretizado, que já conversou com Arnaldo e que ainda vai tomar uma decisão, nas rodas politicas da cidade o assunto é dado com definido. O próprio Gustavo é abordado nas ruas por eleitores dos dois grupos buscando a confirmação do fato, mas em verdade ainda não foi batido o martelo o que poderá acontecer ou não nos próximos dias.  

Gustavo é primo pela via materna do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe – ALESE Luciano Bispo de Lima (PMDB), por duas vezes concorreu ao cargo de vereador no grupo liderado pelo primo, em 2008, quando obteve 1.179 votos 2,34% dos votos validos e 2012 quando obteve 994 votos, 1,948% dos votos validos, ficando nos dois casos na suplência.

 

 

 

 

Deixe uma resposta