T R E. Futuro de Luciano Bispo esta por um voto. Deu empate 3 X 3

Julgamento continuará dia 19

Por decisão do Tribunal Superior eleitoral – TSE, o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe iniciou nesta terça-feira, 05/05, o novo julgamento do pedido de impugnação do registro da candidatura do presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe – ALESE, Luciano Bispo de Lima (PMDB) feito pela Procuradoria Regional Eleitoral – PRE e pela Coligação Digo Sim a Sergipe compostas pelos partidos PP / PTB / PSL / PSC / PR / DEM / PT do B / PTC / SD / PSDB), liderada pelo senador Eduardo Amorim (PSC) e seu irmão o empresário Edivam Amorim (PR).

 Em junho de 2014 o TRE já havia negado provimento aos pedidos da PRE e da coligação, garantido a candidatura de Luciano o que motivou o recurso junto ao TSE que acolheu parcialmente os pedidos devolvendo o processo para nova apreciação.    

No julgamento que se iniciou nesta terça-feira o relator da mateira Des. Osório de Araújo Ramos Filho votou pelo deferimento da candidatura, ou seja, a favor de Luciano, no que foi seguido pelos juízes Cristiano Macêdo e Denize Maria de Barros Figueiredo.

O juiz federal Fernando Escrifani Stefaniu manteve o voto do julgamento anterior votou pela impugnação, seguido pelo Desembargador Cezário Siqueira Neto, presidente do TRE, e a juíza Gardênia Carmelo Prado empatando a votação em 3 X 3.

O sétimo voto, de desempate caberá ao juiz Alcides Vasconcelos Filho na sessão marcada para 19 de maio.

Já se especula que o juiz poderá se declarar impedido e abdicar do voto considerando que sua esposa Marta Maria de Souza Leão Vasconcelos é a atual Secretária  de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social, do Trabalho dos Direitos Humanos e da Juventude, por indicação dos deputados Luciano Bispo e Zezinho Guimaraes. Caso isso ocorra quem assumirá a tarefa é o advogado nomeado juiz substituto José Eduardo de Santana Macedo.

 

Deixe uma resposta